sábado, 29 de outubro de 2011

Belém do Pará


Cartão Postal

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Cuiabá e Várzea Grande avaliam projeto de VLT

25/10/2011 - Mato Grosso On Line

Secretários municipais e técnicos da prefeitura de Cuiabá conheceram, nesta quarta-feira (19/10), o projeto funcional do transporte coletivo a ser implantando na capital, visando a Copa do Mundo de 2014. O projeto foi apresentado pelos técnicos da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo FIFA 2014 (SECOPA). Também participaram da reunião, realizada na sede da SECOPA, representantes da prefeitura de Várzea Grande.

Representando Cuiabá, estavam presentes os secretários municipais, Josemar de Araújo Sobrinho (Trânsito e Transporte Urbano), Marcio Puga (Desenvolvimento Urbano), Eldo Orro (Meio Ambiente e Assuntos Fundiários) e Carlos Haddad (assessor Especial de Assuntos Estratégicos da Prefeitura de Cuiabá).

A SECOPA apresentou o pré-projeto do traçado do VLT (Veículo Leve Sobre Trilho) - modal de transporte escolhido pelo Governo do Estado para atender a demanda do Mundial de Futebol. O VLT fará o percurso CPA – Aeroporto e Coxipó – Centro. O novo modelo de transporte público percorrerá toda a Avenida Rubens de Mendonça, do CPA até a ponte Júlio Muller, continuando na Avenida da FEB, em Várzea Grande, e também a Avenida Fernando Corrêa.

O VLT será implantado na área central das avenidas, com estações de embarque e desembarque ao longo do percurso. Também fará a integração com os ônibus que fazem o transporte dos bairros, além de promover a integração total do sistema entre Cuiabá e Várzea Grande. Nas avenidas onde o VLT será implantado não será mais permitido a tráfego de ônibus ou veículos grandes.

A implantação do modal exigirá uma série de obras e interferências no trânsito e no transporte nas duas cidades, nos próximos dois anos. A implantação do VLT também necessitará de alterações nas Legislações Municipais. Um exemplo será a modificação da largura das calçadas, especificada em Lei.

As maiores obras e intervenções acontecerão na Avenida Rubens de Mendonça, na altura de Prainha. Em alguns trechos será necessário fazer desapropriações. A ponte Júlio Muller, por exemplo, será duplicada para que os trilhos sejam implantados.

Os representantes dos dois municípios pediram que a SECOPA repasse o pré-projeto do VLT, para ser apresentado aos prefeitos Francisco Galindo e Sebastião dos Reis Gonçalves e passarem por análise das equipes técnicas de Cuiabá e Várzea Grande.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Governo do MT descarta PPP para implantar VLT

24/10/2011 - Diário de Cuiabá

O governador Silval Barbosa (PMDB) descartou a possibilidade de firmar Parceria Público-privada (PPP) para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). A hipótese chegou a ser cogitada pelo Estado como forma de aliviar sua participação financeira nos investimentos para a implantação do modal de transporte, orçado R$ 1, 152 bilhão.

Silval afirma que não há tempo hábil para a concretização do projeto, pois, segundo ele, o tempo para estruturar uma PPP é de cinco a seis meses, o que inviabilizaria a implantação do modal de transporte escolhido para a Copa do Mundo de 2014.

“Não temos mais tempo para isso. Vamos construir o VLT se acharmos um parceiro que se interesse na concessão do sistema de transporte e que tenha retorno de todo ou de parte dos investimentos”, ressaltou.

A Assembleia Legislativa aprovou em primeira votação nesta semana projeto de lei encaminhado pelo Executivo que institui o Programa Estadual de Parcerias Público-privadas no Estado de Mato Grosso.

O projeto prevê autorização para execução, através de PPP, de obras relacionadas à educação, cultura, saúde, assistência social, transportes públicos, ferrovias, rodovias, pontes, viadutos e túneis, portos, aeroportos, terminais de passageiros, plataformas logísticas, saneamento básico, energia e habitação, entre outras. Uma das intenções do governo do Estado é promover a interligação 44 municípios mato-grossenses que ainda enfrentam problemas com a dificuldade de transporte.

Também consta na lista de prioridades a reforma do Hospital Central de Cuiabá, cujas obras foram iniciadas em 1985 e paralisadas após irregularidades apontadas em superfaturamento pelo Tribunal de Contas da União.

A Parceria Público-privada estabelece acordo entre a administração pública e entidade privada, visando à implantação, expansão, melhoria ou gestão, total ou parcial, de obras, serviços, empreendimentos e atividades de interesse público, sob o controle e fiscalização do Poder Público, em que haja investimento pelo parceiro privado.

Neste caso, fica sob responsabilidade do setor privado projeção, financiamento, execução e operação de uma determinada obra ou serviço, com o objetivo de garantir melhor atendimento de uma determinada demanda social. Em contrapartida, o setor público contribui financeiramente no decorrer do contrato com os serviços já prestados à população.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Reunião ampliada define traçado do VLT entre Cuiabá e Várzea Grande

20/10/2011 - O Documento

Durante a reunião o arquiteto especialista em Mobilidade Urbana, Rafael Detoni, apresentou o Plano de Mobilidade com as obras de adequação do sistema coletivo do transporte urbano da Capital e de Várzea Grande

Os secretários municipais de Várzea Grande e Cuiabá participaram nesta quarta-feira de uma reunião na Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo – Secopa. O posicionamento dos trilhos nas vias públicas, localização, arquitetura e dimensionamento dos terminais de integração, plano de circulação e padrão geométrico das avenidas que irão receber as linhas do traçado do Veiculo Leve Sobre Trilhos (VLT), foram algumas das questões tratadas durante o encontro.

Durante a reunião o arquiteto especialista em Mobilidade Urbana, Rafael Detoni, apresentou o Plano de Mobilidade com as obras de adequação do sistema coletivo do transporte urbano da Capital e de Várzea Grande e o percurso das linhas do VLT Coxipó-Centro e CPA-Aeroporto. “Tudo está sendo calculado minuciosamente para que o VLT seja implantado nas duas cidades e, que a população seja beneficiada com esse transporte rápido e eficaz”, pontuou.

O secretário da Secopa, Éder Moraes, ressaltou que o governo do Estado está tomando todas as medidas necessárias para viabilizar o VLT, mas pediu a colaboração das duas prefeituras. “A participação dos municípios nas decisões referentes a desapropriações, infraestruturas e consientização da população será de vital importância para que esse projeto seja concluído”, pediu.

Já o secretário de Infraestrutura de Várzea Grande, Luiz Sampaio, disse que a prefeitura municipal tem participado ativamente nas discussões referente ao VLT e que o prefeito Sebastião Gonçalves determinou que todas as medidas necessárias para execução do projeto sejam realizadas de acordo com o plano executado pela Secopa.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Santo Antônio do Rio Madeira


1909/1910
Transporte de Borracha entre a estaçāo da E.F.Madeira-Mamoré e o pequeno porto da vila de Santo Antônio. Na mesma linha, com cerca de 1km de extensão, ciculava um carro, com traçāo animal, para o transporte de passageiros.

Acervo Biblioteca Nacional