segunda-feira, 29 de julho de 2013

Licitação para o VLT está marcada para 2 de agosto

24/06/2013 - Goiás Agora

A abertura da licitação do Veículo Leve sobre Trilhos para Goiânia está marcada para às 9 horas do dia 2 de agosto de 2013. O aviso de licitação internacional referente ao VLT foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, dia 21.

O objeto da licitação é a seleção de proposta mais vantajosa para a contratação, na modalidade de concessão patrocinada, da prestação de serviços no Eixo Anhanguera por meio do sistema de VLT, incluindo sua implantação, operação e manutenção.

O edital, planilhas, formulários, informações, estudos e os elementos de projeto relacionados estão na internet, no site da Secretaria Metropolitana, ou em CD-R na sede do grupo Executivo, à Rua 84, nº 396, Setor Sul, Goiânia, CEP: 74080-400, de segunda a sexta-feira, das 9 às 11h30 e das 14 às 17 horas.

Em primeiro lugar a moderação, no blog Rede Integrada, não é de caráter de censura, mas sim de organização. Muitos comentários chegam com dúvidas ou perguntas em muitas postagens. Com a moderação, o comentário feito é enviado diretamente para o e-mail do Rede Integrada, em que eu olho e diretamente é publicado. Em caso de dúvida ou pergunta eu diretamente publico o comentário e em seguida o respondo. A prova disso é que todos os comentários são postados e aqueles que têm perguntas ou dúvidas são imediatamente respondidos. Podem comentar a vontade, seja este uma crítica, sugestão, reclamação, dúvida, elogio etc, ou seja, o espaço é de vocês leitores. Todos os comentários serão lidos e publicados e ao meu alcance, perguntas serão respondidas. Usem do bom-senso e da educação, pois comentários com palavras de baixo calão não serão publicados

Marconi Perillo faz reunião para discutir Implantação do Projeto do VLT

24/06/2013 - Gazeta do Estado

Em reunião na última sexta-feira, 21, o governador Marconi Perillo e o coordenador de Implantação do Projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), Carlos Maranhão, reuniram-se com representantes do Fórum Empresarial e dos comerciantes da Avenida Anhanguera, em Goiânia, para ouvir as reivindicações e sugestões sobre a implantação do novo transporte.

Segundo Carlos Maranhão, a licitação do VLT será aberta esta semana. "Estamos empenhados em promover a melhoria do transporte coletivo para a capital, além de contribuir para amenizar os transtornos naturais causados pela obra.

Portanto, estamos estabelecendo o diálogo com os representantes dos comerciantes diretamente afetados, para que possamos atenuar os impactos decorrentes desta obra de grande envergadura", alegou Carlos Maranhão. E acrescentou: "Esse governo não pensa em obras sob o ponto de vista eleitoral, mas sim em conferir bem-estar à população. Se a obra vai se alongar além deste mandato, isso apenas sinaliza para o tamanho da sua envergadura", argumentou.

Os recursos para a sua realização já foram assegurados. Segundo Maranhão, serão R$ 215 milhões provenientes do PAC, mais de R$ 500 milhões dos cofres estaduais e outros R$ 500 milhões levantados pela iniciativa privada, no formato Parceria Público-Privada. "Já estamos com os recursos assegurados para o início das obras, que serão realizadas trecho a trecho para atenuar os impactos negativos do projeto", finalizou.

Fonte: Gazeta do Estado
Publicada em:: 24/06/2013

sábado, 27 de julho de 2013

Começa a construção de pontes ligadas ao VLT para Copa em Cuiabá

27/06/2013 - G1 MT

As obras de construção de três pontes e um viaduto para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) já iniciaram, em Cuiabá, como parte dos projetos de mobilidade urbana voltados para a Copa do Mundo de 2014. De acordo com a Secopa, o prazo de conclusão das obras é de oito meses.

Uma das pontes que está sendo construída é sobre o Rio Cuiabá, paralela à ponte Júlio Muller, que liga a capital a Várzea Grande, região metropolitana. Estão sendo realizadas algumas atividades relacionadas à obra civil, mas principalmente as de meio ambiente, com o resgate arqueológico no Muro de Barão de Melgaço, conforme a Secopa. Nessa área não haverá nenhuma interferência civil, no entanto, as obras só vão ganhar força, quando o resgate for concluído.

A equipe de engenharia de produção prepara infraestruturas para a edificação da ponte, que terá grande parte da estrutura pré-moldada. A estrutura terá 350 metros e será usada para o tráfego de veículos. A ponte central servirá para passagem do VLT e terá a estrutura ajustada para implantação da via permanente. A ponte utilizada para o trânsito no sentido Cuiabá-Várzea Grande continuará com o mesmo sentido e também receberá reforço.

A Secopa informou que nesta primeira fase foi construída a ponte branca, uma passarela de madeira erguida sobre a lâmina d'água que servirá para sustentar os equipamentos e máquinas para execução da fundação da ponte (tubulões). Em seguida, será iniciada a etapa de mesoestrutura, em que serão construídos os pilares que vão sustentar as travessas. As vigas pré-moldadas e o plano de pista ou tabuleiro (superestrutura) devem ser executados na sequência.

Rio Coxipó

No início do mês teve início a mobilização da infraestrutura para construção de um viaduto e de duas pontes sobre o Rio Coxipó. As duas pontes terão aproximadamente 280 metros de extensão e serão usadas para tráfego de veículos. De acordo com a secretaria, serão construídas nas laterais das pontes já existentes.

Após a conclusão, o trânsito será conduzido para as novas estruturas. As pontes velhas serão demolidas para dar continuidade à construção ao viaduto rodoferroviário de 340 metros de extensão. Sob o elevado também será construída uma nova rotatória de à Avenida Beira Rio.

Ainda conforme a Secopa, o canteiro de obras está sendo montado e a construção das pontes ganhará ritmo com a conclusão do resgate arqueológico, cuja atividade começa nos próximos dias.
No caso das obras para o viaduto, estão sendo feitas a locação topográfica, identificação, escavações e remoção de interferências enterradas (rede elétrica, de água e esgoto e fibra ótica). Uma máquina hélice contínua para cravamento de estacas (fundação do viaduto) já está no local.

Fonte: G1 MT

Nove Estados já têm projetos de veículos leves

Nove Estados já têm projetos de veículos leves

24/06/2013 - Valor Econômico

A necessidade de ampliação da infraestrutura de transporte urbano para atender à demanda de passageiros durante a Copa do Mundo estimulou o desenvolvimento de projetos de veículos leves sobre trilhos, os VLTs, também conhecidos como metrô de superfície. No total, estão sendo desenvolvidos 11 projetos, em 9 Estados. Nem todos devem ficar prontos até o ano que vem, mas a introdução desse sistema na malha urbana significa o resgate de um tipo de transporte que funcionou nas principais capitais brasileiras até os anos 1960 e 1970, os bondes elétricos.

"As seis linhas de VLT no Rio terão 28 quilômetros. Nos anos 1960, a cidade tinha 400 quilômetros de bondes, que não deveriam ter sido retirados do centro da cidade", compara Joubert Flores, presidente da Associação Nacional dos Transportes de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos). O bonde moderno destina-se a trajetos com média demanda, de cerca de 40 mil passageiros por hora e por sentido. No Rio, o VLT ligará a região portuária ao centro financeiro da cidade e Aeroporto Santos Dumont. O projeto prevê seis linhas com 42 paradas e o sistema será integrado a metrô, trens, barcas, BRT"s, linhas de ônibus convencionais e teleférico do Morro da Providência.

Quando o sistema estiver concluído, sua capacidade atingirá 285 mil passageiros por dia. Cada carro poderá transportar até 415 passageiros, a uma velocidade média de 17 km/hora, e o intervalo entre veículos poderá variar entre 3 e 15 minutos, conforme a linha e período do dia. O repasse de recursos do PAC da Mobilidade para implantação do VLT do Rio foi assinado em 16 de junho e a obra deve ser concluída em até 36 meses. O sistema será construído e operado pelo Consórcio VLT Carioca, formado pelas empresas Actua-CCR, Invepar, OTP-Odebrecht Transportes, Riopar, RATP e Benito Roggio Transporte, vencedor da licitação para uma parceria público-privada (PPP). Com investimentos totais de R$ 1,164 bilhão, dos quais R$ 532 milhões do Ministério das Cidades e R$ 632 milhões da contrapartida da Prefeitura do Rio, o sistema será entregue em duas etapas, em 2015 e 2016.

O Estado de São Paulo conta com dois projetos, na Baixada Santista, com trajeto de 15 quilômetros, e em São José dos Campos, com 94. Orçado em R$ 503,6 milhões e com obras inauguradas em maio, o projeto de Santos poderá ser o primeiro do país, projetado para transportar 135 mil passageiros por dia. O primeiro trecho, de Santos a São Vicente, deve ficar pronto em meados de 2014 e transportar cerca de 70 mil passageiros. O primeiro VLT deve começar a circular em julho de 2014.

Já o VLT de Cuiabá (MT), Orçado em R$ 1,477 bilhão, iniciado no segundo semestre do ano passado e com 27,6% das obras executadas, terá 22,2 quilômetros e 33 estações.

Fonte: Valor Econômico
Publicada em:: 24/06/2013

Começa a construção de pontes ligadas ao VLT para Copa em Cuiabá

27/06/2013 - G1 MT

As obras de construção de três pontes e um viaduto para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) já iniciaram, em Cuiabá, como parte dos projetos de mobilidade urbana voltados para a Copa do Mundo de 2014. De acordo com a Secopa, o prazo de conclusão das obras é de oito meses.

Uma das pontes que está sendo construída é sobre o Rio Cuiabá, paralela à ponte Júlio Muller, que liga a capital a Várzea Grande, região metropolitana. Estão sendo realizadas algumas atividades relacionadas à obra civil, mas principalmente as de meio ambiente, com o resgate arqueológico no Muro de Barão de Melgaço, conforme a Secopa. Nessa área não haverá nenhuma interferência civil, no entanto, as obras só vão ganhar força, quando o resgate for concluído.

A equipe de engenharia de produção prepara infraestruturas para a edificação da ponte, que terá grande parte da estrutura pré-moldada. A estrutura terá 350 metros e será usada para o tráfego de veículos. A ponte central servirá para passagem do VLT e terá a estrutura ajustada para implantação da via permanente. A ponte utilizada para o trânsito no sentido Cuiabá-Várzea Grande continuará com o mesmo sentido e também receberá reforço.

A Secopa informou que nesta primeira fase foi construída a ponte branca, uma passarela de madeira erguida sobre a lâmina d'água que servirá para sustentar os equipamentos e máquinas para execução da fundação da ponte (tubulões). Em seguida, será iniciada a etapa de mesoestrutura, em que serão construídos os pilares que vão sustentar as travessas. As vigas pré-moldadas e o plano de pista ou tabuleiro (superestrutura) devem ser executados na sequência.

Rio Coxipó

No início do mês teve início a mobilização da infraestrutura para construção de um viaduto e de duas pontes sobre o Rio Coxipó. As duas pontes terão aproximadamente 280 metros de extensão e serão usadas para tráfego de veículos. De acordo com a secretaria, serão construídas nas laterais das pontes já existentes.

Após a conclusão, o trânsito será conduzido para as novas estruturas. As pontes velhas serão demolidas para dar continuidade à construção ao viaduto rodoferroviário de 340 metros de extensão. Sob o elevado também será construída uma nova rotatória de à Avenida Beira Rio.

Ainda conforme a Secopa, o canteiro de obras está sendo montado e a construção das pontes ganhará ritmo com a conclusão do resgate arqueológico, cuja atividade começa nos próximos dias.
No caso das obras para o viaduto, estão sendo feitas a locação topográfica, identificação, escavações e remoção de interferências enterradas (rede elétrica, de água e esgoto e fibra ótica). Uma máquina hélice contínua para cravamento de estacas (fundação do viaduto) já está no local.

Fonte: G1 MT

Licitação para o VLT está marcada para 2 de agosto

24/06/2013 - Goiás Agora

A abertura da licitação do Veículo Leve sobre Trilhos para Goiânia está marcada para às 9 horas do dia 2 de agosto de 2013. O aviso de licitação internacional referente ao VLT foi publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, dia 21.

O objeto da licitação é a seleção de proposta mais vantajosa para a contratação, na modalidade de concessão patrocinada, da prestação de serviços no Eixo Anhanguera por meio do sistema de VLT, incluindo sua implantação, operação e manutenção.

O edital, planilhas, formulários, informações, estudos e os elementos de projeto relacionados estão na internet, no site da Secretaria Metropolitana, ou em CD-R na sede do grupo Executivo, à Rua 84, nº 396, Setor Sul, Goiânia, CEP: 74080-400, de segunda a sexta-feira, das 9 às 11h30 e das 14 às 17 horas.

Em primeiro lugar a moderação, no blog Rede Integrada, não é de caráter de censura, mas sim de organização. Muitos comentários chegam com dúvidas ou perguntas em muitas postagens. Com a moderação, o comentário feito é enviado diretamente para o e-mail do Rede Integrada, em que eu olho e diretamente é publicado. Em caso de dúvida ou pergunta eu diretamente publico o comentário e em seguida o respondo. A prova disso é que todos os comentários são postados e aqueles que têm perguntas ou dúvidas são imediatamente respondidos. Podem comentar a vontade, seja este uma crítica, sugestão, reclamação, dúvida, elogio etc, ou seja, o espaço é de vocês leitores. Todos os comentários serão lidos e publicados e ao meu alcance, perguntas serão respondidas. Usem do bom-senso e da educação, pois comentários com palavras de baixo calão não serão publicados

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Governo suspende edital de licitação do VLT

25/07/2013 - O Popular

O governo estadual suspendeu o edital de licitação das obras do VLT em Goiânia em atendimento a recomendações da Controladoria Geral do Estado (CGE). A previsão é que o novo edital seja lançado em no máximo 10 dias, mas a licitação será atrasada em cerca de 45 dias.

A CGE pediu mudanças sobre o plano de desapropriações, redução de restrições, inclusão de leilão e um maior detalhamento das informações do projeto na parte orçamentária. A abertura da licitação, que estava prevista para o dia 2 de agosto, deve ficar para o dia 16 de setembro.

O presidente do Grupo Executivo do VLT, Carlos Maranhão, diz que a intenção é publicar o novo edital no dia 1º de agosto e abrir prazo de 45 dias para a apresentação das propostas.

O aviso de suspensão foi encaminhado para publicação no Diário Oficial do Estado.

O Popular