domingo, 19 de setembro de 2010

Retirada de trilhos é suspensa pelo Dnit



10/9/2010
Estado de Minas (MG)

A retirada dos trilhos do Ramal Ferroviário de Águas Claras, que liga o Bairro Belvedere, na Região Centro-Sul, até o Barreiro, em Belo Horizonte, está suspensa pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit). A linha férrea começou a ser removida no fim do último mês, a pedido da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), para que o terreno fosse leiloado. A medida foi interrompida depois que a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) encaminhou um ofício ao Dnit e à Casa Civil, informando que a remoção da estrutura causaria prejuízos ao projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que tem o objetivo de aproveitar a malha ferroviária para o transporte em massa de passageiros.

A suspensão foi anunciada na manhã de ontem pelo prefeito Marcio Lacerda (PSB), durante a inauguração da central de atendimento BH Resolve, que reúne 600 dos 800 serviços prestados à população pela administração municipal. De acordo com o prefeito, não se pode prescindir do uso desses trilhos para o VLT. "Não se pode retirar algo que, no futuro, possa ser usado novamente", disse. Um aproveitamento futuro da malha ferroviária da Região Metropolitana de Belo Horizonte para o transporte de passageiros, em uma parceria com o governo federal, foi discutido na tarde de ontem, na sede do Dnit, em Brasília.

De acordo com Lacerda, em outra reunião foram debatidas adaptações ao projeto do Anel Rodoviário. "Também pedimos áreas de escape para caminhões que tenham problemas de freio, na descida do Anel", acrescentou o prefeito, ressaltando a expectativa de que, até o fim do ano, a capital seja contemplada com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 para a expansão do metrô.


CENTRAL

Com a inauguração da central de atendimento BH Resolve , a via sacra dos cidadãos da capital que perdem tempo em longas filas de repartições da prefeitura para obter informações ou resolver alguma pendência pode estar com os dias contados. Desde ontem, mais de 80% das demandas junto à PBH podem ser resolvidas na BH Resolve, que fica na Avenida Santos Dumont, 363, com entrada também pela Rua dosCaetés, 342, no Centro. Em três andares, 430 funcionários atenderão uma média de 5 mil pessoas por dia. Segundo Lacerda, a integração de serviços em um só local facilitará a vida dos belo-horizontinos. "O atendimento presencial é um avanço no processo de desburocratização no atendimento", frisou.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Informação, Helvécio Miranda Magalhães Júnior, disse que serviços ligados a finanças, regulação urbana, alvarás, manutenção, Procon e BHTrans devem corresponder a 60% dos atendimentos na BH Resolve. "Firmamos várias parcerias e, em breve, será possível tirar carteira de trabalho e até título de eleitor nesta unidade".

Para o advogado Clésio da Silva, de 31, o espaço é confortável, bem sinalizado e de fácil acesso. "Haverá economia de tempo. Certamente o atendimento ficará menos burocrático", comenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário