quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Veículo Leve sobre Trilhos aprovado em Goiás custará R$ 1,3 bi

05/02/2013 - Diário da Manhã/DM.com.br

A previsão é a de que o VLT seja construído em dois anos. A obra está orçada em R$ 1,3 bilhão, recurso proveniente dos governos federal e estadual.




O Veículo Leve sobre Trilho (VLT), que cobrirá os 13,6 quilômetros da Avenida Anhanguera, substituindo os ônibus atuais, deverá ter sua obra colocada em licitação ainda este mês. Ontem, na sala de reuniões do 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, representantes da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Goiânia reuniram-se com o governador Marconi Perillo para informar que todos os trâmites legais para o lançamento da obra já estavam superados.

"Foi uma reunião histórica", comemorou o governador ao conseguir a aprovação por unanimidade do projeto. Membro da Câmara Deliberativa, o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, declarou ao final da reunião que já não existem mais empecilhos para que o edital seja lançado e a obra realizada de acordo com o cronograma.

O governador lembrou que o edital está agora passando por uma ampla avaliação pelo Tribunal de Contas do Estado. "Já solicitamos ao TCE que apresse a análise e as observações que forem necessárias. Estamos prontos e ansiosos para iniciar a obra", declarou Marconi.

O VLT, a ser implantado no Eixo Anhanguera, ligará os terminais Padre Pelágio (lado oeste) e Novo Mundo (lado leste). Ao longo do trajeto, superior a 13 quilômetros, ele será dotado de completa estrutura de mobilidade urbana, como calçadões e ciclovias.

A previsão é a de que o VLT seja construído em dois anos. A obra está orçada em R$ 1,3 bilhão, recurso proveniente dos governos federal e estadual. "Todos os recursos já estão assegurados. Nossa expectativa é que haja uma concorrência bastante forte e assim consigamos fazer baixar o preço da obra", disse o governador.

Em relação ao sistema existente hoje – de ônibus articulado –, de acordo com o projeto, o Veículo Leve sobre Trilhos proporcionará inúmeros ganhos aos passageiros que utilizam o transporte no chamado Eixo Anhanguera. O VLT irá transportar o dobro de passageiros a uma velocidade duas vezes superior ao transporte atual, o que resultará na redução, pela metade, do tempo do trajeto. (Imprensa Goiás)

Nenhum comentário:

Postar um comentário