sexta-feira, 13 de junho de 2014

Em Cuiabá, obra da Estação VLT/Aeroporto entra na fase final

12/06/2014 - Via Trólebus

Já foram concluídas as obras civis da estrutura. Próxima etapa é realizar o complemento da iluminação e executar alguns acabamentos

O Consórcio VLT Cuiabá-Várzea Grande conclui as obras civis da Estação Aeroporto, cuja estrutura entra na segunda etapa da construção, com o complemento da iluminação, realização de alguns acabamentos e as atividades que antecedem a instalação dos sistemas para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Com toda a infraestrutura pronta, a edificação já possui cobertura, placa indicativa e iluminação, restando apenas alguns acabamentos. Essas atividades serão executadas após os jogos da Copa do Mundo.

A estação será usada principalmente por usuários do aeroporto, onde eles embarcarão e desembarcarão em uma estrutura moderna e com arquitetura diferenciada. Essa foi a primeira estação a ser edificada pelo Consórcio VLT, que iniciou também as obras de outras quatro estações em Várzea Grande (Couto Magalhães, Shopping Fórmula, Secretaria de Esportes e Abelardo Azevedo). Nessas estações já foram executadas a fundação e atualmente estão sendo feitas a instalação da estrutura metálica, plataformas de embarque e desembarque e cobertura.

Ao todo, Várzea Grande contará com oito estações (incluindo a anexa ao Terminal de Várzea Grande), de um total de 36 unidades, incluindo as quatro anexas aos terminais. A estação aeroporto terá 65 metros de comprimento, por 19 de largura e sete metros de altura (em seu ponto mais elevado).

Considerando o traçado do VLT, serão 24 estações na linha 1 (Aeroporto-CPA) e 12 na linha 2 (Centro-Coxipó). Vale lembrar que entre essas está a Estação Porto, que também será diferenciada, uma vez que será usada como terminal, para integração entre o transporte coletivo e o VLT.

Estrutura
A Estação Aeroporto tem projetos civil e arquitetônico diferenciados. Na parte civil, a diferença em relação às demais estações começa na locação da estrutura na via. Diferentemente das outras estações (com exceção da Estação/Terminal Porto), a do Aeroporto está localizada na lateral da avenida, (no sentido Aeroporto-Trincheira Zero Km) e não no canteiro central.

Em decorrência disso, a locação das linhas dos trilhos está no centro da estação e não na lateral como nas demais estações, o que traz um diferencial à esta estação fazendo com que tenha duas plataformas para embarque e desembarque de passageiros. Nas outras estações será apenas uma plataforma para acesso ao VLT.

Ainda na parte civil (estrutural), a estação contará com bilheteria, catracas para entrada e saída de pessoas, sala de quadros (para instalação dos equipamentos), sanitário para uso interno, lixeiras e pontos com bancos para o usuário aguardar a chegada do VLT (cujo intervalo pode ser de quatro minutos por sentido dependendo do horário).

Considerando que a Estação Aeroporto é a porta de entrada da cidade para os turistas que desembarcam em Várzea Grande, o projeto arquitetônico também é diferente, com formato de arco, que dará um aspecto mais charmoso à estrutura. Associado à arquitetura singular, um projeto paisagístico dará o toque final ao ambiente, e será distribuído em três pontos diferentes.

Acessibilidade
Não só na Estação Aeroporto, mas em todas as outras, está assegurada a acessibilidade aos usuários. A primeira característica é o nível da plataforma, igual à do trem, facilitando a entrada e saída de passageiros portadores de necessidades especiais. Da entrada da estação até a área de desembarque, os deficientes visuais poderão se deslocar usando o piso tátil. Também será reservada uma área na plataforma para pessoas que usam cadeiras de rodas e com mobilidade reduzida.

Fonte: Via Trolebus 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário