segunda-feira, 9 de maio de 2011

Capital terá metrô de superfície

09/05/2011 - Webtranspo

Um projeto de transporte que poderá beneficiar o tráfego na Grande Florianópolis está prestes a sair do papel. O governo catarinense acaba de assinar o contrato para viabilizar o projeto – estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental, do metrô de superfície.

Com R$ 7,4 milhões assegurados para iniciar a implantação do projeto, Renato Hinnig, secretário regional, afirmou que a empresa responsável pelos trabalhos será a Prosul, segunda colocada na licitação. Segundo a secretaria a obra terá um investimento total de R$ 250 milhões, destinado por meio de uma parceria público-privada.

O plano inclui uma linha de transporte coletivo urbano de passageiros, interligando Florianópolis a São José, numa extensão de 14 quilômetros, com a utilização da Ponte Hercílio Luz ou outra alternativa de travessia viável.

De acordo com a secretaria, o metrô de superfície vai desafogar o trânsito nessa rota, que atualmente recebe 150 mil veículos. A expectativa é que esse número suba para 230 mil carros em 13 anos. A junção do metrô de superfície com o anel viário é uma ação que poderá melhorar a mobilidade urbana na região.

Mobilidade

"É impossível se falar em qualidade de vida sem pensar na mobilidade de todos. Este projeto é importante para buscarmos alternativas de transporte público que atendam os municípios da Grande Florianópolis" explica o secretário.

A linha do metrô sairia de Barreiros, em São José, e passaria pela Beira-mar Continental até a Ponte Hercílio Luz. Dali, seguiria para o mercado público, passaria por baixo da Hercílio Luz e, pela avenida Beira-Mar Norte, iria até a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Nenhum comentário:

Postar um comentário