terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Governador vai em busca da liberação dos recursos federais para VLT do MT

14/02/2012 - Só Notícias

Na semana passada, o governador Silval Barbosa teve que acionar politicamente seus contatos e cobrar da Secretaria do Tesouro Nacional que fosse acelerada a decisão dos pleitos de MT que só dependem agora desta liberação.

O governador Silval Barbosa (PMDB) retorna nesta quarta-feira a Brasília para tentar promover um desfecho final na solução para o impasse gerado dentro da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) que está impedindo a liberação de recursos para as obras do Veículo leve sobre Trilhos (VLT) e consequentemente o lançamento da licitação daquela que será a maior obra da Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá e Várzea Grande.

"Os critérios técnicos e exigências foram todas respondidas, agora o governador espera sair nesta quarta-feira com no mínimo uma data marcada para publicar e disparar o processo licitatório que será feito através do Regime Diferenciado de Contratação (RDC) para as obras do VLT que deverão consumir cerca de R$ 1,2 bilhão em recursos emprestados via Caixa Econômica Federal (CEF) com a interveniência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)", disse um próximo assessor de Silval Barbosa.

As reclamações dentro do Palácio Paiaguás e da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) são decorrentes do que os assessores do Governo do Estado chamaram de preciosismo da STN e da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) que desde o final de novembro de 2011 protelam as decisão referentes as autorização dos empréstimos de R$ 423 milhões anteriormente destinados ao BRT e agora repassados ao VLT e os outros R$ 740 milhões para completar o total estipulado para a obra de 23 quilômetros em dois ramais, um de Cuiabá a Várzea Grande e outro do Coxipó até o centro da capital.

Na semana passada, o governador Silval Barbosa teve que acionar politicamente seus contatos e cobrar da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) que fosse acelerada a decisão dos pleitos de Mato Grosso que só dependem agora desta liberação. Os resultados políticos foram positivos, ao ponto dos técnicos prometerem para está semana uma decisão em definitivo.

Se liberados as autorizações de empenho dos recursos, fica o Estado através da Secopa autorizado a publicar o chamamento das empresas que desejarem participar do processo licitatório através de RDC para as obras do VLT que terão prazo de 24 meses para ser inaugurado, ou seja, portanto, antes da Copa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário