domingo, 12 de fevereiro de 2012

Implantação do VLT em MT é tema de audiência pública com moradores

12/02/2012 - G1 MT

Obra do trem de superfície deve custar cerca de R$ 1,26 bilhão. Projeto deverá ser realizado em Cuiabá e região metropolitana.

Duas audiências públicas sobre a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) será realizado na quinta-feira (16) com moradores de Cuiabá, no Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), das 8h às 12h, e poderão esclarecer. Conforme a Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) o objetivo será esclarecer dúvidas sobre o metrô de superfície. No mesmo dia, das 14h às 18h, a discussão sobre o modal ocorrerá na Câmara Municipal de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

“Vamos apresentar informações baseadas no anteprojeto do VLT e também estaremos à disposição para ouvir dúvidas e sugestões. É fundamental que a população participe, pois o modal redesenhará o tráfego nas principais avenidas da região metropolitana de Cuiabá”, explicou o secretário extraordinário da Copa do Mundo, Eder Moraes.

O VLT será implantado no canteiro central nos itinerários CPA - Aeroporto e Coxipó - Centro, percorrendo 22,2 km. O volume de ônibus que circulam pelas avenidas será reduzido quando o novo modal entrar em operação. Os veículos alimentarão o sistema de VLT, trazendo os passageiros dos bairros até uma das estações do metrô de superfície, que ficarão ao lado dos trilhos no canteiro central das avenidas Rubens de Mendonça, Prainha, FEB e Fernando Correa da Costa.

Com 15 Km de extensão, o trajeto CPA - Aeroporto contará com dois terminais de integração (CPA1 e André Maggi, que terá um elevado ferroviário no aeroporto Marechal Rondon), 22 estações de transbordo, dois viadutos, três trincheiras e uma ponte. Nesse trecho será feito também a reestruturação do canal da prainha, na região central de Cuiabá.

O eixo Coxipó - Centro terá 7,2 Km de extensão, um terminal de integração (Coxipó), 11 estações de transbordo, três viadutos e duas pontes.

Os terminais terão estacionamento para veículos e bicicletário, ampliando o potencial de mobilidade urbana na Capital e em Várzea Grande. O anteprojeto do VLT prevê que todos os critérios de acessibilidade serão contemplados na elaboração dos projetos básico, executivo e, consequentemente, na execução das obras.

Licitação
Conforme a Secopa, o edital do VLT está na fase final de preparação, sob análise de um grupo especial de auditores, e aguarda a assinatura do contrato de financiamento com a Caixa Econômica Federal para ser publicado, nos moldes do Regime Diferenciado de Contratações (RDC).

O empréstimo que o estado contratará para implantação do VLT é da ordem de R$ 1,26 bilhão. O valor de R$ 423 milhões já foram liberados e serão redirecionados para o VLT. Outros R$ 727 milhões serão viabilizados por meio de novo empréstimo com a Caixa Econômica Federal (com recursos do BNDES). O início das obras está previsto para o primeiro semestre de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário