sábado, 23 de junho de 2012

Presidente da Metrobus apresenta VLT em sessão na Câmara Municipal de Goiânia

19/06/2012 - Metrobus

O presidente da Metrobus, Carlos Maranhão, apresentou, durante audiência pública em Sessão Extraordinária no plenário da Câmara Municipal de Goiânia, na manhã desta quinta-feira (14), o projeto de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) no Eixo Anhanguera.

Estavam presentes na audiência, que durou uma hora e meia, os presidentes da ADEMI-GO, Ilésio Inácio Ferreira; do Sinduscon – GO, Justus Carneiro; e do Sindiperto, (Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores e Permissionários dos Terminais),Ramon Mizutani; representantes da CMTC, da Secretaria Estadual de Planejamento, e de diversos setores da sociedade civil, além dos vereadores e do diretor Administrativo da Metrobus, Hugo Dourado.

A audiência pública, em sessão extraordinária na Câmara, foi proposta pelo vereador Maurício Beraldo, que presidiu a sessão. O vereador destacou a importância do projeto “que vai revitalizar a vida do centro de Goiânia.” Maurício Beraldo disse que uma comissão da Câmara vai ao Rio+20 (encontro que discute o futuro ambiental do planeta), no Rio de Janeiro, onde vai apresentar iniciativas ambientais importantes de Goiânia e “o projeto do VLT estará incluído”.

Eixo Norte-Sul

Carlos Maranhão afirmou que “qualquer iniciativa, de qualquer esfera de governo, para melhorar o transporte coletivo urbano da Capital, é muito bem vinda”. Antes de falar sobre o VLT, o presidente da Metrobus destacou o projeto municipal de implantação do Eixo Norte-Sul em Goiânia.

Detalhes

Depois, Maranhão explicou detalhadamente o projeto que vai revitalizar o Eixo Anhanguera. “O VLT terá 30 composições com dois trens de 30 metros cada. Uma composição vai comportar 750 passageiros por viagem e vai ter uma velocidade média de 23,5 km/h, diminuindo o tempo de cada viagem de 50 minutos para 34 minutos. O Eixo terá 12 estações e 5 terminais. A distância média entre cada estação será de 850 metros”. O projeto ainda abrange uma ciclovia, recuperação das pistas laterais e requalificação total da Avenida Anhanguera.

Prazos

O presidente afirmou que o projeto está em fase final e passa agora por uma avaliação técnico-econômica por um conselho da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Metropolitano. Depois disso, “o plano ficará disponível por 30 dias para consulta pública e ainda serão realizadas audiência públicas a partir do início de julho. O passo seguinte será a licitação pública que dura em média 60 dias”. Carlos Maranhão avalia que já no início de novembro os contratos estarão prontos para serem assinados.

PPP

Maranhão informa que serão investidos aproximadamente R$1,2 bilhão, com recursos do governo federal (25%), do governo estadual (25%) e da iniciativa privada (50%). “Esta obra, fruto de uma PPP (Parceria Público Privada), deve durar cerca de 18 meses e ficar pronta em maio de 2014”, completa o presidente da Metrobus.

Durante as obras

O presidente ainda informou que a Metrobus, além de realizar as obras de extensão da linha para os sentidos leste, oeste e noroeste da Capital, conta com um plano de atendimento da população que vai utilizar o Eixo durante todo o período das obras de implantação do VLT. “O transporte coletivo no Eixo Anhanguera não vai parar”.

Vantagens

Carlos Maranhão afirmou que o VLT trará grandes vantagens para os passageiros. “Os 240 mil passageiros/dia que transportamos terão um veículo com maior capacidade, menos poluente e mais silencioso, mais conforto nos arranques e nas freadas, além de ser um equipamento que se adéqua ao contexto urbano de nossa Capital”.

Aperfeiçoamento

Maranhão lembrou que as portas estão abertas para todos os setores, “ para que o plano seja aperfeiçoado, melhorado e que todas a situações encontrem solução, como a situação dos permissionários que comercializam produtos dentro dos terminais”. “ O nosso projeto contempla também os permissionários. O governador Marconi Perillo me pediu para que o projeto beneficie o máximo de pessoas possível e que não deixe que ninguém seja prejudicado.”

Alguns vereadores presentes como Santana Gomes (PSD), Elias Vaz (PSOL), Giovane Antônio (PSDB) e Anselmo Pereira (PSDB) elogiaram o presidente da Metrobus afirmando terem admiração pelo trabalho que ele vem realizando como presidente da empresa. O vereador Geovane Antônio completou dizendo que “esse projeto de implantação do VLT só está sendo concretizado porque Carlos Maranhão está envolvido em sua implantação”.

Ao final da audiência, o presidente da Metrobus destacou a importância da parceria entre o governo federal, o governo estadual e a prefeitura de Goiânia, “que é imprescindível para a realização de uma obra tão importante quanto essa”. “ Essa é uma obra que vai representar um grande presente para Goiânia, o melhor presente dos últimos governos. A Anhanguera e o VLT serão cartões postais de nossa Capital.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário