sexta-feira, 20 de julho de 2012

Governo fixa cronograma para implantação do VLT

Em reunião na manhã de ontem no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o governador Marconi Perillo (PSDB) definiu um cronograma para a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Goiânia, do edital ao início da obra. O governo espera lançar o edital de licitação até agosto e concluir a obra até o final de 2014.

Pelo cronograma, amanhã a comissão presidida pela Secretaria da Região Metropolitana se reunirá para aprovar o projeto do VLT, realizado por consultoria da Universidade de Brasília (UnB). Na segunda-feira (23), às 9 horas, em outra reunião presidida pelo governador, o Conselho Estadual de Investimentos, Parcerias e Desestatização (Cipad) fará avaliação do resultado da decisão da Secretaria Metropolitana.

De acordo com Marconi, o próximo passo será a instituição de uma comissão para preparar o edital e o contrato. “Depois, imediatamente, nós vamos abrir o processo de consulta pública para que toda a sociedade possa ter o direito e a oportunidade de participar da consulta com vistas à elaboração do edital e do contrato”. O governo pretende marcar uma audiência pública e, logo mais, provavelmente no dia 20 de agosto, uma reunião para a apreciação da proposta de edital e contrato.

O tucano adiantou que o governo pretende colocar o edital de licitação na praça até o final de agosto. “Uma vez escolhido quem são os vencedores no processo licitatório, aí nós vamos dar ordem de serviço imediato. O objetivo é que até o final de 2014 a obra esteja pronta. Vamos trabalhar com essa perspectiva.”

Também nos próximos dias, a Metrobus fará uma carta consulta ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com vistas à contratação de um empréstimo, já autorizado pelo governo federal, no valor de R$ 600 milhões. Desse total, R$ 215 milhões serão do PAC da Mobilidade Urbana e os outros R$ 400 milhões o governo estadual vai pleitear junto ao próprio BNDES.

Marconi disse que o VLT vai representar uma intervenção histórica em Goiânia. A obra deve custar ao todo cerca de R$ 1,2 bilhão. O governo estadual entrará com aproximadamente R$ 508 milhões e a contrapartida do setor privado será de quase R$ 550 milhões. “Do ponto de vista da mobilidade urbana, do transporte coletivo, o VLT irá melhorar o tempo de uma viagem, vamos ter menos problemas de lotação e os passageiros vão ganhar comodidade e tempo”, explicou.

O governador relatou ainda que o governo tem recebido apoio da Prefeitura de Goiânia. “Até aqui nós conduzimos tudo de forma muito amigável, conciliatória. Vamos precisar da Prefeitura para o licenciamento ambiental e outras atividades”, afirmou.

O governo lançou na tarde de ontem o Programa Casa Legal – Sua Escritura na Mão, no Colégio Militar Ayrton Senna, Jardim Curitiba 1. O programa visa legalizar cerca de 90 mil imóveis construídos no Estado. Segundo o presidente da Agência Goiana de Habitação, Marcos Abrão Roriz, quase 43 mil imóveis já estão em processo de regularização. Na ocasião foram entregues 400 escrituras aos moradores do bairro São Domingos. O governador Marconi Perillo não pode ir ao evento porque teve de acompanhar sua mãe, Maria Pires Perillo, ao hospital.

Fonte: O Hoje (http://www.ohoje.com.br/noticia/3274/governo-fixa-cronograma-para-implantacao-do-vlt)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário