segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Em Cuiabá, obras do VLT recomeçam e máquinas voltam a funcionar na avenida da FEB

01/10/2012 - 24 Horas News Secopa-MT

A obra faz parte do conjunto de implantação do novo modal de transportes e foi retomada após a suspensão da liminar que havia determinado a paralisação das obras

As máquinas começaram a funcionar logo cedo nesta sexta-feira (28.09) na primeira frente de trabalho de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), localizada na avenida da FEB, em Várzea Grande, para a construção da Trincheira do KM Zero. A obra faz parte do conjunto de implantação do novo modal de transportes e foi retomada após a suspensão da liminar que havia determinado a paralisação das obras.

"Daqui pra frente acreditamos que teremos tranquilidade e segurança jurídica para dar andamento nas obras. Esses acontecimentos provocam instabilidade, mas estamos reforçando a convicção de que vamos concluir e entregar o VLT funcionando no prazo", destacou o secretário Extraordinário da Copa do Mundo Fiifa 2014 (Secopa), Maurício Guimarães.

O secretário acompanhou pela manhã a retomada das obras e funcionamento das máquinas que estão escavando na rotatória do KM Zero para a construção da trincheira.

A trincheira é construída no entroncamento das avenidas 31 de Março/Ulisses Pompeo de Campos com as avenidas João Ponce de Arruda/FEB, na rotatória do KM Zero e terá 384 metros de extensão.

O Consórcio VLT Cuiabá/Várzea Grande trabalha também na preparação para iniciar nos próximos dias a interdição da avenida Fernando Corrêa da Costa. A interdição ocorrerá inicialmente no sentido Centro/Coxipó começando o desvio do trânsito pela rua Garcia Neto e retornando na avenida Fernando Corrêa na altura da rua Luiz Antônio de Figueiredo.

O viaduto da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) possui uma extensão aproximada de 428 metros e é uma das 13 obras de arte que compõem o conjunto de implantação do modal de transportes (VLT). Trata-se de viaduto rodoferroviário a ser construído na avenida Fernando Corrêa da Costa, sobre os entroncamentos das avenidas Brasília, Tancredo Neves e via de acesso ao Campus da Universidade.

A decisão judicial foi anunciada no fim da tarde de quinta-feira (27.09) após recurso proposto pela Procuradoria Geral do Estado de Mato Grosso (PGE/MT).


Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário