sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Uberlândia inicia estudo para implantação de VLT

07/11/2012 - Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

A Universidade Federal de Uberlândia iniciou os estudos de viabilidade para implantação na cidade de transporte público na modalidade de Metrô ou VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

O estudo será coordenado pelo Instituto de Geografia e realizado por uma equipe multidisciplinar da Universidade Federal de Uberlândia composta por docentes e estudantes das áreas de Arquitetura e Urbanismo e Engenharias Civil e Elétrica, Economia, Administração e Biologia.

Na primeira etapa, a equipe fará visitas aos principais projetos existentes de VLT e em implantação no Brasil, como é caso de Cuiabá, Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Fortaleza. Também serão visitados projetos internacionais bem sucedidos como em Nortfolk e Chalortte, nos Estados Unidos, e nas cidades europeias de Paris, na França, Barcelona, na Espanha e Lisboa, em Portugal, além de Singapura na Ásia.

Segundo a professora Marlene Colessanti, diretora do Instituto de Geografia da UFU, "o objetivo das visitas técnicas é apreender com as experiências já realizadas para aproveitar suas virtudes e evitar que eventuais erros de projeto sejam repetidos".

Também serão realizadas reuniões com indústrias fabricantes desses veículos sob trilhos, especialmente Auston (francesa) e Bom Sinal (brasileira) para selecionar melhores alternativas em termos de tecnologia, custo de manutenção e capacidade de transporte.

O Coordenador Executivo do Estudo, Edson Pistori, explicou que um dos interesses do contato com essas indústrias é considerar a possibilidade delas se também se instalarem em Uberlândia para produzir veículos dessa natureza para atender outros projetos nacionais.

A análise de viabilidade será composta pelos estudos de demanda, de mobilidade e planejamento urbano; de viabilidade funcional, de viabilidade ambiental e de viabilidade econômico-financeira.

O novo Câmpus Glória da UFU já foi projetado para que o VLT possa transitar dentro dele.

"A cidade precisa estar preparada para construir um futuro em que o trânsito não seja um problema e o VLT pode ser uma alternativa interessante", afirma a professora Denise Labrea, especialista em transporte.

As conclusões do estudo serão apresentadas à sociedade e às autoridades públicas em setembro de 2013.


Enviado via iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário