sábado, 23 de março de 2013

VLT não precisa ficar pronto para a Copa, diz deputado

21/03/2013 - Midia News

Secopa garante que obra ficará pronta daqui um ano, a tempo para a Copa

Por Mary Juruna/MidiaNews

O presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (PSD), e o presidente da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Copa do Pantanal, deputado Hermínio J. Barreto (PR), afirmaram na última terça-feira (19) que nem todas as obras precisam ficar prontas antes da realização da Copa de 2014, que começará em junho do ano que vem.

O sistema de transporte coletivo troncal para a mobilidade urbana, o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), é uma delas, segundo os parlamentares.

"Precisamos mudar um pouco o foco do que está aí. O VLT não é para a Copa. O VLT é para Mato Grosso, para Cuiabá, para melhorar a mobilidade. Queremos o VLT pronto para a Copa, mas não podemos focar só no Mundial. E depois? Quer dizer que, se o VLT não ficar pronto até a Copa, não iríamos fazer?", questionou Riva.

"Temos que pensar na mobilidade de Cuiabá. Existe praticamente um consenso entre os deputados de que o VLT tinha que ser feito de uma forma ou de outra, independentemente de ficar pronto para a Copa ou não. E acreditamos que ele ficará pronto, o que é o mais importante", completou.

A declaração foi dada durante entrevista coletiva, no canteiro de obras da Arena Pantanal, no bairro Verdão, após a comissão vistoriar algumas das obras que estão em andamento em Cuiabá.

Nos últimos dias, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) vem apontando atrasos no andamento da maioria das obras.

Apesar disso, os parlamentares se mostraram otimistas com o cenário encontrado. Predominou o discurso de que é preciso "torcer a favor da Copa", e não "torcer contra", e acabar com o "pessimismo".

Prioridades

Para o presidente da comissão de fiscalização, J. Barreto, é preciso priorizar as obras que são mais importantes para que a Copa possa acontecer em Cuiabá e Várzea Grande – entre os quais o VLT não se inclui, a não ser no trecho entre o Aeroporto Marechal Rondon e a entrada de Cuiabá.

O deputado citou como essenciais para a Copa o aeroporto, os dois centros oficiais de treinamento, o Fanpark, a Arena Pantanal e a mobilidade urbana na região da Avenida da FEB, em Várzea Grande, e da Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá.

"O estádio é o mais importante, e essas outras obras também são essenciais. Se a Secopa souber priorizar, vai dar tempo de ficar tudo pronto. Temos que focar para que, até março ou abril do ano que vem, essas obras estejam prontas", disse.

O republicano observou, porém, que ainda é preciso acelerar o ritmo dos trabalhos para que essa previsão se concretize. "É claro que tem que acelerar. E tenho certeza que, ao final das chuvas, as obras vão acelerar. Mas elas estão seguindo conforme estávamos imaginando", disse.

O secretário extraordinário da Copa, Maurício Guimarães, endossou a promessa de maior agilidade.

"Passando esse período chuvoso, tenho certeza absoluta que os cronogramas serão cumpridos. Se não concluirmos tudo este ano, teremos pelos menos 90% das obras prontas. Vai ficar para o ano que vem o que está contratualmente previsto, que é o VLT", completou.

Matriz de responsabilidade

O VLT foi incluído na matriz de responsabilidade que o Governo do Estado firmou com o Governo Federal e a Fifa, como a solução de mobilidade urbana para Cuiabá e Várzea Grande na Copa 2014.

Por conta disso, o modal teve acesso a facilidades como a licitação por meio do Regime Diferenciado de Contratação (RDC).

O Ministério Público Estadual (MPE) chegou a acionar o Governo, questionando a adoção do RDC, sob o argumento de que a obra não ficaria pronta para a Copa 2014.

Maurício Guimarães, negou que haja chances de o VLT não ficar pronto antes da Copa.

"Eu garanto que o contrato será cumprido. Estamos cobrando e acompanhando diariamente a execução do cronograma, e ele está sendo cumprido até agora. Portanto, nos leva à certeza de que será cumprido e entregue no prazo, que é março de 2014", disse o secretário.

Fonte: MidiaNews

Nenhum comentário:

Postar um comentário