sexta-feira, 17 de abril de 2015

Mark mostra que 82% dos cuiabanos querem VLT e renegam BRT

14/04/2015 - Folha Max

A continuidade das obras do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) é defendida por 81,8% da população cuiabana. É o que revela pesquisa do Instituto Mark feita em Cuiabá no período de 11 a 13 de abril com base na entrevista de 606 pessoas. 

A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos. São contrários a continuidade das obras do VLT somente 14,9% e outros 3,3% não souberam ou não responderam.

Questionados a respeito da possibilidade de troca do VLT para o BRT, 64% da população cuiabana discorda e outros 7,8% concordam. São indiferentes 14,9% e não souberam ou não responderam 13,4%. 

Atualmente, as obras do VLT estão paralisadas. Com investimento de R$ 1,477 bilhão, o Estado já pagou R$ 1,066 bilhão ao Consórcio VLT, conjunto de empreiteiras responsáveis pelas obras. 

O modal de transporte está programado para percorrer dois trajetos que são CPA/Aeroporto e Coxipó/Centro. Desde que assumiu o governo do Estado, Taques encomendou auditorias para apurar suspeitas de irregularidades no contrato. Por intermédio da Justiça Federal, houve uma audiência de conciliação do governo do Estado com as empreiteiras no dia 7 de abril. A expectativa é que as obras sejam retomadas após a entrega dos projetos executivos pelas empreiteiras e garantias de pagamento pelo governo do Estado. O contrato permanece suspenso pelo período de 75 dias. 

Fonte: Folha Max
Publicada em:: 14/04/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário