segunda-feira, 4 de maio de 2015

Trem atrasado em Cuiabá

03/05/2015 -  Mídia News - MT

Autor de um estudo sobre modal de transporte coletivo urbano, o professor Luiz Miguel de Miranda, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), concluiu que ainda serão necessários R$ 1 bilhão para que as obras do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) sejam finalizadas, em Cuiabá e Várzea Grande. Segundo ele, não há possibilidade de se concluir o modal com o valor já gasto até agora, pois a construção por quilômetro custa R$ 63 milhões.

A tese de Miranda, defendida em um mestrado, analisa a necessidade de implantação do VLT em Cuiabá e Várzea Grande e revela que o modal que melhor atenderia os municípios seria o Bus Rapid Transit (BRT), a um custo muito inferior ao do VLT.  O professor depôs, na semana passada, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa e disse que a gestão anterior do Estado "agiu com soberba" e não teve interesse em realizar as obras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário